Pintar a realidade não é para um qualquer,
tem que ter audácia e coragem
para mostrar o mundo como ele é,
sem se preocupar com a própria imagem.

Mostrar fantasias e sonhos bonitos
é coisa para a indústria cultural,
que engana os humildes e aflitos
e diz que só o demônio pratica o mal.

O que seria de Picasso e Chagall
se eles não pintassem o real?
O que dizer de Dalí e Goya,
se não retratassem a paranoia?

A liberdade dos devaneios
de pintar o mundo com letras,
desenhar nossos medos e receios
como se fossem telas pretas,
não pode ser censurada
e por nenhum hipócrita amarrada.

O teclado sujo vira pincel,
o monitor é o portal da mente,
a impressora rabisca o papel,
o sentimento é a primeira semente
e para o sonho o único limite é o céu.

One Response to “Tela Ácida”

  1. Ótimo, muito bom!

Leave a Reply

(required)

(required)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

© 2015 Alexandre Guimarães Suffusion theme by Sayontan Sinha